Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS | (51) 3231-4260
Linha especial de financiamento para radiodifusão já beneficiou 22 emissoras em São Paulo
Quarta, 15 de Janeiro de 2020

Linha especial de financiamento para radiodifusão já beneficiou 22 emissoras em São Paulo

Programa Desenvolve SP já liberou cerca de R$ 14,3 milhões para emissoras do estado

A coluna da jornalista Mônica Bergamo, que é publicada no jornal Folha de S.Paulo, destacou alguns números da linha especial de financiamento do governo paulista que é destinada à radiodifusão de São Paulo. O projeto foi lançado no ano passado pelo governador paulista, João Doria, e já beneficiou 22 emissoras de rádio e TV do estado. Segundo a jornalista, cerca de R$ 14,3 milhões foram aprovados ou estão em processo de liberação para projetos de modernização das empresas.

Bergamo destaca que a iniciativa é uma parceria com a Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (AESP). "É o projeto mais importante para o setor em 30 anos", diz o presidente da entidade, Rodrigo Neves. E o texto também afirma que as principais demandas são conversão de emissoras AM para FM, digitalização e uso de fontes alternativas de energia.

Conforme noticiado anteriormente pelo tudoradio.com, os primeiros contratos foram assinados em novembro passado. E a coluna de Mônica Bergamo também afirma que, segundo o governo de São Paulo, projetos semelhantes estão sendo elaborados em Santa Catarina e Minas Gerais.

Outro ponto destacado é de que o valor aprovado deve aumentar nos próximos meses, conforme mais estações sejam contempladas pelo programa.

Parceria

O governo de São Paulo, por meio da Desenvolve SP, oferece condições diferenciadas de financiamento para emissoras de rádio e TV paulistas. A parceria com a AESP tem o objetivo de financiar projetos de modernização, compra de máquinas e equipamentos e a taxa de conversão da modalidade de transmissão de AM para FM. Além disso, financia projetos de melhoria de eficiência energética e para produção de energia renovável como a aquisição e instalação de placas solares.

Emissoras com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 300 milhões, instaladas no estado e regulares no âmbito fiscal e de crédito, são aptas a contratar o financiamento. As taxas anuais partem de 2% mais Selic, com quitação em até 120 meses e carência de até 30 meses. Também é possível contratar fundo para a composição de garantias.

Fonte: Tudo Rádio
Compartilhe esta notícia:

Sindicato das Empresas de Rádio e TV do RS
Av. Getúlio Vargas, 774 - CJ 604 - Bairro Menino Deus
CEP: 90.150-002 - Porto Alegre - RS
FONE: (51) 3231-4260

ACESSE NOSSAS REDES

SINDIRÁDIO ® TODOS OS DIREITOS RESERVADOS